Chaishop Anniversary Tour

Tranceformation - 2002 - Brazil

Author: Carbon 23 and Sam
Date: Nov 12, 2002
Views: 2308

Review by: Carbon 23
Fotos by: Sam@chaishop.com
English Version

Independ?ia para o Trance!

Recebidos no aeroporto como manda o figurino, seguimos at? local da festa distante 1:30h da Goi?a. Ao chegar, a agrad?l surpresa de j?ncontrar centenas de pessoas na pista, rever os amigos locais, um sistema de som absolutamente cristalino e impec?l, e uma decora? muito caprichada feita pelo grupo paulistano Tripodelic e pelo "master of backdrops" Brahma, decorador oficial das festas do selo TIP World (www.tipworld.co.uk ), que juntamente com o Chaishop (www.chaishop.com ) uniram-se este ano para a realiza? dessa festa.

Excelentes DJs nacionais e gringos que se apresentaram nos 2 dias ininterruptos de festa, entre eles destacando os brasileiros rec?chegados da Europa (onde se apresentaram nos famosos festivais de ver?locais como Voov Experience e Antaris Project): Marcello VOR, Tati, Ekanta e Swarup, e nem a chuva torrencial do s?do a tarde afastou o p?co da pista, brincando como crian? em meio ?po? d'agua que se formaram. As outras atra?s internacionais Sam e Alpha (Alemanha) Vazik (Mexico), Dimitri Nakov (UK) e o "trance granddad" Raja Ram n?fizeram por menos e cobriram com a usual maestria o furo de outras atra?s internacionais prometidas: o israelense Ari Linker aka Alien Project e o alem?Boris Blenn aka Electric Universe :-, deixando os organizadores sem tempo h?l nem para pensar em algum substituto. Mas uma grande festa era esperada conhecendo a compet?ia e boa fama do n?o Tranceformation (www.tranceformation.com.br ), capitaneado pelo casal Andr? Paula (dois verdadeiros guerreiros da cena Trance do cerrado) e sua equipe.

A estrutura oferecida, que foi desde enfermaria e param?cos, banheiros com chuveiro quente, restaurante self-service e lanchonete fez com que o p?co presente esquecesse dos problemas aproveitando a festa ao m?mo e com comportamento exemplar: aus?ia de qualquer tipo de incidente f?co (brigas ou ocorr?ias m?cas mais graves), todo o lixo jogado no lixo com caminh?de reciclagem de alum?o recolhendo as latas de tempos em tempos na festa, al?das equipes de volunt?os que recolhiam at?quela bituca de cigarro que algu?"esqueceu" de jogar no local apropriado.

"NATUREZA SAGRADA" era a inscri? das pulseiras de identifica?, e os organizadores e p?co fizeram sua parte sem d?a.

O lado bom desse tipo de acontecimento ?eparar no amadurecimento gradual de uma parte da cena eletr?a que at?ouco tempo era vista apenas como porta de entrada para uma garotada deslumbrada, que v?dando lugar para profissionais s?os e cada vez mais bem-sucedidos. Hoje, al?dos n?os de festas e m?os existem tamb?grupos de decora?, VJs e DJs dos Chill-outs que vivem exclusivamente das festas Trance, situa? que j? realidade na Europa e parece que finalmente est?e estabelecendo no Brasil. Tamb?ficou refor?a a tend?ia que a cena trance brasileira v?tomando, que ? da valoriza? dos artistas nacionais, acabando ao poucos com a depend?ia de um gringo para atrair p?co a uma festa.

Gringos s?legais. Mas n?omos mais. ;-)

As fotos falam por si mesmas. Ano que vem tem mais.

(NEXT)

Deseja participar de nosso mailing?
digite seu e-mail
Voc?r?eceber mensalmente, informa?s sobre festas,
mundo freak, lan?entos e gravadoras

no comments yet

Please log in to add a comment.
add Comments!
comments
For loged in users a comment form appears here.